terça-feira, 3 de julho de 2018

Eike Batista é condenado a 30 anos de prisão e multa de R$ 53 milhões

Compartilhe
O empresário Eike Batista foi condenado pelo juiz Marcelo Bretas a 30 anos de prisão e multa de R$ 53 milhões por corrupção ativa e lavagem de dinheiro. A sentença foi dada na última segunda-feira (2) no âmbito da Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

O advogado dele, Fernando Martins, informou que esta é a primeira condenação da vida de Eike e que ele vai recorrer. O empresário chegou a ser preso no ano passado, mas foi para prisão domiciliar três meses depois após decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal). Com esta condenação, Eike continuará com seu passaporte retido e não poderá deixar o País.

Nenhum comentário:

Desenvolvido por Glaucione Farias