segunda-feira, 24 de junho de 2019

“Dar fuzil a alguém pode ser normal no Iraque, que vive em guerra”, diz Styvenson

Compartilhe
O senador potiguar Styvenson Valetim (Podemos) criticou o decreto do presidente Jair Bolsonaro que facilita o porte de armas. O texto foi derrubado no plenário do Senado na última terça-feira, 18.

O parlamentar argumentou, durante o programa “Manhã Agora”, da rádio Agora FM, que não é contrário ao texto em si, mas à forma como ele foi apresentado. O senador, que também é oficial da Polícia Militar, contudo, diz ser contra o aumento do calibre permitido no texto, bem como da redução dos exames para obtenção do porte.

Agora RN.

Nenhum comentário:

Desenvolvido por Glaucione Farias