quinta-feira, 11 de julho de 2019

Cônsul chinesa diz que buscará investimentos para o RN

Compartilhe
Em Mossoró, visitando a Agrícola Famosa, maior produtora de melão da América Latina, a Cônsul Geral da República Popular da China no Brasil, Yan Yuqing, disse ontem (9) que pretende estreitar as relações comerciais entre os dois países e o Rio Grande do Norte faz parte dos planos.

“Essa é minha primeira visita ao Estado. Eu sei que aqui vocês têm muita energia solar e eólica, e recursos naturais, então eu vou em busca das maiores empresas chinesas para que juntos encontremos boas oportunidades de investimentos, esse é meu objetivo”, explicou a Cônsul, que veio ao estado com uma comitiva que tinha ainda o Cônsul Comercial Shao Weitong e Vice-cônsul He Yongwei. O grupo deverá avaliar possíveis investimentos para o estado nos próximos dias.

A Governadora Professora Fátima Bezerra recepcionou pessoalmente a comitiva, acompanhada pelos secretários Jaime Calado (Desenvolvimento Econômico) e Guilherme Saldanha (Agricultura, Pecuária e Pesca) participaram da visita da Cônsul, que também estava acompanhada do Yan Yuqing confessou que a visita à Agrícola Famosa foi um pedido pessoal. “Ouvi dizer que essa é a maior fazenda de melões do mundo. Para nós, chineses, isso é como um sonho”, declarou Yan. “Então eu solicitei uma visita e eu espero que possamos também encontrar uma oportunidade de negociar”, concluiu a Cônsul.

A Agrícola Famosa possui 30 mil hectares de área total e cerca de 10 mil hectares de área produtiva, dos quais 70% estão localizados em território potiguar e 30% em área cearense. Na fazenda crescem os melões do tipo Cantaloupe, principal tipo em prospecção para o mercado chinês. Ao todo, a Agrícola Famosa produz 7 tipos diferentes de melão e exporta para mercados como o britânico, holandês, alemão, italiano, português, espanhol, chileno e argentino. As fazendas geram cerca de 1 milhão de frutas colhidas por dia.

A visita dos representantes chineses é resultado de uma aproximação promovida pelo Governo do Estado através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. “Estivemos no consulado chinês em Recife duas vezes, mostrando o potencial e riquezas do nosso estado. Agora a Cônsul conseguiu trazer essa comitiva e vem junto muita coisa boa para o RN”, disse o secretário de desenvolvimento econômico Jaime Calado.

Segundo o secretário de agricultura, pecuária e pesca Guilherme Saldanha, o Estado vem negociando a exportação do melão potiguar para a China há pelo menos 3 anos. “A expectativa é de que ainda este ano o mercado seja liberado. Isso significa que a nossa exportação pode dobrar em um curtíssimo espaço de tempo. Em dois anos, poderíamos exportar duas vezes a quantidade de melão que exportamos hoje”.

A última parada da visita foi nas estufas onde ocorre a semeadura das frutas. Em um processo automático, são plantadas 3 milhões de sementes por semana. Durante 10 dias, as semenetes se desenvolvem nas estufas e, em seguida, as mudas são plantadas uma a uma nas fazendas, onde as frutas crescem por aproximadamente 60 dias.

Nenhum comentário:

Desenvolvido por Glaucione Farias